Jayla Venancio

American Horror Story se resume a Coven e Marie Laveau

05:10:00


   Olha, vou ser sincera: odeio filmes ou séries de terror, ou que mostre muito sangue. Não tenho estômago. Simplesmente não dá. Mas American Horror Story, por focar mais em "mistério" e menos no terror em si, acabou prendendo a minha atenção e milhares de brasileiros e norte americanos.


   No entanto, apesar do sucesso garantido da série, uma temporada em especial chamou a minha atenção: Coven.

Coven é a terceira temporada. É antiga até, no entanto faz parte da lista das preferidas de seus telespectadores.


   O enredo circula ao redor da história das bruxas, mulheres com poderes místicos que lutam pela preservação de suas vidas e suas memórias.Em toda crítica se foca nisso, e não é pra menos, afinal são as protagonistas das séries: mulheres brancas, descendentes de bruxas que foram queimadas na fogueira na inquisição da igreja católica.

   Portanto nosso foco aqui é na MINHA personagem principal, a que ficou em meu coração: Marie Laveau.


   American Horror Story não aprendeu a valorizar personagens tão fortes e marcantes quanto este (nem na era Coven, e muito menos em Apocalipsy de 2018, onde Angela Basset faz uma participação minúscula de minutos), mas o que foi apresentado foi o suficiente para deixar na memória.

   Eu não conhecia a história de Marie, e acredito que muito de vocês também não conheça, então vou contar.


   Marie ficou conhecida como a Rainha do Voodoo. Calma, eu explico.
 Delphine LaLaurie, uma senhora branca, assassina em série, ficou conhecida por matar escravos e extrair o sangue para fins cosméticos.

Marie ficou conhecida por matar esta assassina em série, através de seu voodoo. Pesado, eu sei. Mas interessante.

Foto meramente ilustrativa, para representar a real imagem de Marie com a cabeça da assassina em mãos.
   Há muito mais curiosidades sobre Marie no Google, algumas bizarras outras são justas, depende do seu senso de justiça. Mas só tomei conhecimento de Marie, através da atuação da maravilhosa Angela em Coven.

   
   Uma personagem tão rica e poderosa, com tanto a acrescentar e que não foi tão bem trabalhada pela série, é de dar pena.
Motivo para assistir Coven? 

   Muita informação sobre a história afroamericana foi exterminada, e o pouco que se sabe dessas lendas, cabe a nós nos prendermos à ela, e aprender a ser resistência. Se é verdade ou não, aí ja é com vocês. Só sei que adoro imaginar a imagem de Marie como uma mulher fiel as suas tradições religiosas, que conseguiu justiça para muitos através de seus costumes. 
Portanto, ver a história afro ser retratada assim, de forma tão real e pura, é raro e apaixonante. Isso por si só, já é um motivo e tanto para ver a série, não acham? 




Leia Também:

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Facebook