A Adaptação de Extraordinário Me Ensinou a Ser Mais Gentil


Faz tempo que não trago uma Review de filme, já assisti o filme Extraordinário que é a adaptação do livro com o mesmo nome, e o filme é maravilhoso! É aquele filme que todos precisam ver, pois nos faz acreditar mais no mundo! A Adaptação é tão boa quanto o livro e o filme estreia nos cinemas dia 07 de dezembro, então já corre marcar com a família, pois é um filme que precisa ser assistido!

"Se quiser mesmo ver como as pessoas são. Só o que precisa fazer é olhar"

Título Original: Wonder
Título no Brasil: Extraordinário
Direção e Roteiro: Stephen Chbosky
Gêneros: Drama, Família
Data de lançamento: 07 de dezembro de 2017
Duração: 1h 53min
SINOPSE: Auggie Pullman (Jacob Tremblay) é um garoto que nasceu com uma deformação facial, o que fez com que passasse por 27 cirurgias plásticas. Aos 10 anos, ele pela primeira vez frequentará uma escola regular, como qualquer outra criança. Lá, precisa lidar com a sensação constante de ser sempre observado e avaliado por todos à sua volta.



Quando entrei no cinema já tinha consciência que se o filme fosse 1/3 do livro, estaria ótimo que com certeza seria lindo e eu me emocionaria. Estava super ansiosa para esse filme, faz alguns anos que li o livro, então eu não me recordo todos os fatos, mas eu me lembro perfeitamente como o livro fez eu me sentir... 90% das vezes em que eu crio expectativas altas para um filme, acabo me decepcionando, e dessa vez e não foi assim, foi exatamente tudo o que eu esperava. Talvez até mais.

August Pulmman, ou como prefere ser chamado: Auggie é um garotinho que está iniciando sua vida escolar no 5º ano, até então era educado por sua mãe em casa. E como se já não fosse difícil um primeiro dia de aula, para ele é mais complicado pois ele passou por uma malformação congênita na face e já passou por 27 cirurgias para melhorar sua respiração, audição e visão. A partir disso passamos a acompanhar essa aventura na vida de Auggie, acompanhando o bullying e as dificuldades que tem essa nova etapa em sua vida.

O Foco do filme é o Auggie, mas foi um tiro certo o longa explorar também as pessoas ao redor, temos a visão de Via de Marissa e toda a transição de um para o outro foi feita perfeitamente. O que tornou o filme muito além de uma história de um garotinho com malformação congênita na face. É uma história que toca nosso coração nos mostrando que todo mundo tem seus problemas, tem suas batalhas, suas dificuldades... e que tudo bem! A vida não é fácil, os problemas grandes ou pequenos nos magoam e nos afetam em todas as idades, principalmente quando se é criança ou adolescente e o filme nos mostra isso maravilhosamente.



A química entre os atores é espetacular, desde o elenco mirim até os adultos! Julia Roberts arrasou como a mãe de Auggie e teve uma ótima interação com o Owen Wilson que interpretou o pai de Auggie, eles dosaram perfeitamente a sensibilidade e a comedia com os dois. O Elenco mirim e adolescente foram maravilhosos, essas crianças têm futuro!

O destaque ficou para Jacob Tremblay que interpretou o Auggie, eu já era apaixonada por ele desde que assisti O Quarto de Jack, eu nem sabia que alguém daquele tamanho pudesse interpretar tão bem! E agora tive a certeza que ele veio para ficar e ainda podemos esperar grandes papeis desse ator. Interpretar Auggie já seria um trabalho difícil e delicado para adultos, e então imagine para uma criança! 

Por um momento pensei que devido a pesadíssima maquiagem para caracterização do personagem a atuação não teria tanto destaque, mas esse menino fala com o olhar. A caracterização é sensacional, mas ela não seria nada se não tivesse todo o talento, sensibilidade e amor de Jacob. Ele merece todos os prêmios possíveis.

Você provavelmente não vai se acabar em lágrimas, o filme soube dosar os momentos em que você ri e se emociona, não é só drama, drama, drama... De alguma forma você se emociona nos mesmos momentos em que sorri. Eu me emocionei muito desde o princípio, e eu já esperava por isso, afinal o trailer me levou as lágrimas. Você vai se identificar com algo em algum momento e você vai se sensibilizar, <se você não leu o livro nessa parte pode ter spoiler> eu me emocionei muito nos momentos com a Daisy – a cachorrinha deles – pois perdi a minha recentemente e quando ele diz que a Daisy estava lá sempre que ele voltava de uma cirurgiã mexeu muito comigo.<final do spoiler>


Falando de uma forma geral, o filme tem um bom roteiro, uma ótima atuação, uma boa fotografia e trilha sonora, a caracterização de Auggie foi maravilhosa. É uma ótima adaptação, faltou algumas coisas, sim! Mas de uma maneira geral está ótima e é um filme para se assistir com toda família no cinema.

Esse é o filme perfeito para se encerrar 2017, é uma lição de vida, um lembrete, um aprendizado e algo que precisamos levar para a vida... é tão fácil, mas ao mesmo tempo é tão difícil, mas é simples e se você já leu o livro com certeza se lembra: Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil”


2 comentários:

  1. Li esse livro esse ano e Fiquei impressionada com a fofura e a delicadeza com code foi escrita sinceramente chorei horrores lendo esse livro e fiquei apaixonada pelo August Pullman é muito lindo como a autora relata os problemas sofridos pela criança de uma forma simples e inocente simplesmente amo esse livro e estou ansiosa em ver o filme

    ResponderExcluir
  2. Também amei o filme e essa frase que vc destacou!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.