Arqueiro

Resenha: Um Beijo à Meia-Noite

10:20:00

www.dreamsandbooks.com

Olá, leitores! Tudo bem?
Hoje eu venho com a resenha de Um Beijo à Meia-Noite, segundo livro da série Contos de Fadas. 

Título: Um Beijo à Meia-Noite
Autora: Eloisa James
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 320
Skoob: Adicione

"Agora, uma nova forma de humilhação: ser vestida como cordeiro quando se sentia um patinho feio."

Sinopse:
Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo.


Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível. E irritante. A atração entre eles é imediata e fulminante, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo. Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo. No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo.

Um beijo à meia-noite é um conto de fadas inspirado na história de Cinderela. Com um estilo que combina graça, encanto e sedução, Eloisa James escreve uma narrativa envolvente, com direito a fada madrinha e sapatinho de cristal.


“E toda a energia selvagem e irrefreável que a garota sentia nele fluiu para seu beijo.
Ele parecia feito de seda e fogo.
O príncipe tinha sabor de fogo.”

Conheci a autora através do primeiro livro da série Contos de Fadas: Quando a Bela Domou a Fera. O livro é um sucesso e estava louca para lê-lo! Por isso, quando a Arqueiro divulgou o lançamento de Um Beijo à Meia-Noite não hesitei em solicitá-lo. 

Comecei a leitura bem animada e com as expectativas lá nas alturas... e me decepcionei. Me decepcionei tremendamente e nessa resenha vou explicar os motivos. 

"Um beijo?
Nunca fora beijada, e certamente não planejava ter seu primeiro beijo com um príncipe arrogante e indomável que se irritara porque ela não o bajulava!"

www.dreamsandbooks.com
Foto por Dreams & Books.
Instagram @dreamsebooks
Como já disse, comecei a leitura bem animada. E a cada página a minha animação ia dando lugar a um vazio, a uma insatisfação. O livro não é nada daquilo que eu esperava. 

Ele é lento, em muitos momentos até chega a ser cansativo. Os acontecimentos são muito corridos e falsos. Eu não consegui acreditar no amor dos protagonistas e nem cheguei a gostar deles. O que nunca tinha acontecido num romance de época ou histórico antes. 

Até mesmo os clichês da história me irritaram - logo eu, que amo um clichê - e as referências a história da Cinderella todas me pareceram muito forçadas e jogadas ali só pra reforçar que é uma releitura. Eu sou completamente apaixonada por Cinderella e normalmente acho qualquer história que seja inspirada nela. Mas, dessa vez não funcionou. 


"Ele era tão lindo que não precisaria de um título para ter as mulheres
a seus pés."

A escrita da Eloisa James - pelo menos nesse livro - é cansativa, não é daquele tipo que prende a cada página. Eu me vi em muitos momentos prestes a desistir e se li o livro muito rapidamente e sem parar, foi para chegar ao ponto em que a historia melhoraria. Não cheguei. 

Os protagonistas... o que falar deles dois? Para mim, a Kate é aquele tipo de personagem que você não odeia, mas também não ama. Aquela personagem que tanto faz se está ali ou não, e isso pode ser até normal quando ela é uma personagem secundária, mas quando é a protagonista aí complica. Eu não consegui me conectar a ela em nenhum momento, o que foi bem triste. 

O príncipe... o que falar desse príncipe que mal conheço e já considero um babaca? Normalmente me vejo suspirando pelos mocinhos das histórias. Os protagonistas de todos os romances de época que já li têm um lugar especial no meu coração. Mas o príncipe Gabriel? Não, obrigada. De embuste já basta os do mundo real. 

"É o Destino, aquele demônio insolente que derrubou Romeu e Julieta.

Parecia muito dramático para Kate, mas ela compreendia."

Uma coisa que não posso reclamar é a diagramação do livro! A capa é linda - ai esse sapatinho de cristal <3 - de uma forma simples e encantadora. O livro possui páginas amareladas e letras em um bom tamanho. Não achei erros. 

Eu sempre digo isso, mas é importante lembrar: resenha é a opinião daquele leitor. Minha opinião não é uma verdade incontestável. Se você for ler outras resenhas irá ver diversas opiniões diferentes.

Há quem ame um livro por todos os motivos que eu não gostei e há quem odeia por todos os motivos que amei. Por isso, para você realmente saber se aquele livro é para você, tem que ler. Não há outra maneira. 

"Acho que é tarde demais para eu me transformar em uma dama.
A esta altura, seria necessária uma varinha de condão." 

Leia Também:

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Facebook