RESENHA - O Perfume da Folha de Chá


Olá leitores! Tudo bem? Hoje trago a resenha de um dos primeiros romances de época que consegui ler inteiro... Não me matem, mas não sou fã de Romances de Época! O Perfume da folha de chá conseguiu me surpreender...Título: O Perfume da folha de chá
Autora:  Dinah Jefferies
Editora: Companhia das Letras
Número de Páginas: 432
Skoob: Adicione


Sinopse: 
Em 1925, a jovem Gwendolyn Hooper parte de navio da Escócia para se encontrar com seu marido, Laurencek no exótico Ceilão, do outro lado do mundo. Recém-casados e apaixonados, eles são a definição do casal aristocrático perfeito: a bela dama britânica e o proprietário de uma das fazendas de chás mais prósperas do império. Mas ao chegar à mansão na paradisíaca propriedade Hooper, nada é como Gwendolyn imaginava: os funcionários parecem rancorosos e calados, e os vizinhos, traiçoeiros. Seu marido, apesar de afetuoso, demonstra guardar segredos sombrios do passado e recusa-se a conversar sobre certos assuntos. Ao descobrir que está grávida, a jovem sente-se feliz pela primeira vez desde que chegou ao Ceilão. Mas, no dia de dar à luz, algo inesperado se revela. Agora, é ela quem se vê obrigada a manter em sigilo algo terrível, sob o preço de ver sua família desfeita.

"Você é importante demais para mim, Gwendolyn.Nem sempre sei expressar meus sentimentos, mas espero que você saiba disso."

Foto por Paloma Machado - Dreams And Books
Instagram: @lominha_machado
Preciso começar essa resenha pedindo para que não me julguem mas farei um confissão: Não gosto de romances de época. Já tentei Julia Quinn, Loretta Chase mas não consigo. Pretendo em um outro momento tentar ler esses livros novamente, mas atualmente não consigo. O perfume da folha de chá foi um livro cedido de parceria pela editora Paralela e antes de começar a ler pensei que seria uma leitura extremamente difícil para mim, e que eu não iria gostar e iria ficar arrastando e nunca terminar esse livro, mas ao mesmo tempo queria tentar novamente um romance de época. Agora depois de ter lido preciso ser sincera e dizer: "Ainda bem que dei uma chance para esse livro". Ainda não sinto um amor por Romances de Época, mas esse foi um livro que mesmo que eu por diversos momentos querendo parar por ser um romance de época eu precisa saber o que acontecia, eu precisava saber os segredos, eu precisava saber mais e quando eu menos esperava estava presa no livro. Esse é o primeiro livro da autora Dinah Jefferies publicado no Brasil, ela possui quatro obras publicadas, independentes, e que são romances do século XX em países asiáticos colonizado pelos britânicos.

A história se passa no Ceilão (atuamente conhecido como Sri Lanka) e conta a história de Gwendolyn Hooper, uma jovem de 19 anos que acaba de casar com Laurence Hooper, um viuvo de 37 anos e após o casamento ela muda da inglaterra para a fazenda de chá de seu marido no Ceilão. Sua vida muda totalmente após o casamento e essa mudança não é nada do que ela esperava... Muitos segredos rondam aquela fazenda e a família Hoopers, e com o passar do tempo até mesmo Gwen terá seus próprios segredos.


"Gwen limpou as lágrimas e sorriu ao ver os pássaros levantando voo sobre o lago. A vida continua, ela pensou. Só Deus sabe como, mas a vida precisa seguir em frente."


Foto por Paloma Machado - Dreams And Books
Instagram: @lominha_machado
Os personagens são muito bem construidos, a evolução de Gwen é uma coisa maravilhosa, ela começa como uma adolescente cheia de inseguranças, incertezas e sonhos e termina como uma mulher madura, decidida e cheia de fantasmas. Laurence não tem uma evolução enorme, mas é legal ver como aos poucos ele foi se abrindo e contando sobre seu passado. Até mesmo os personagens secundários merecem ser citados, Varity é a irmã mais nova de Laurence e passei o livro inteiro praticamente a odiando, todas a intrigas tinham o dedo dela. Fran e Naveena ganharam meu coração. Fran é prima de Gwen e é uma mulher super moderna para época, achei sensacional! E Naveena é a AIA de Laurence e Gwen, admirei muito a dedicação que ela tem com a família, e como sempre esteve ao lado para ajudar sem fazer julgamentos de ninguém. Temos também Savi, esse surpreende!

O livro é narrado em terceira pessoas, e é dividido em quatro partes (Nova Vida, O Segredo, O Sofrimento e A Verdade), a escrita da autora é bem fluida, o enredo bem trabalhado, o começo pode ser um pouco maçante e tudo as vezes parece ser detalhado de mais, mas ela consegue fazer você se envolver com os personagens e dar continuidade na leitura. A década de XX é muito bem retratada, e eu imaginei as coisas perfeitamente como era na época! E para quem gosta de história lemos sobre vários acontecimentos históricos. Gostei muito como a autora fez diversas críticas a sociedade e percebi que em alguns momentos muitas dessas críticas ainda se aplicam nos dias atuais. Não sei se é costume em romances de época, mas achei muito bem trabalhado a questão da falta de informação que se tinha naquela época, o pre conceito e o racismo tão presente e também sobre o papel da mulher na sociedade.


"Chorou pelo fato de a vida ser capaz de trazer tamanhas alegrias e ao mesmo tempo forçá-la a resistir a um baque tão cruel, que parecia impossível de suportar."

Foto por Paloma Machado - Dreams And Books
Instagram: @lominha_machado
A capa é muito bonita e representa muito bem a história, fico feliz por terem conseguido manter a capa original pois não consigo imaginar outra capa para o livro. A mulher da capa retrata muito bem Gwen e toda a sua tristeza e preocupação. A diagramação está muito bem feita, não encontrei erros de revisão e com certeza foi um livro feito com muito amor e carinho.

Enfim, indico para todos que gostam de romance de época pois acho que se eu gostei (sendo que não gosto de romances de época) com certeza vão gostar e também indico para quem que como eu, não gosta de romance de época. Se você gosta daquelas tramas cheias de segredos e reviravoltas (quase que como novelas mexicanas) está mais do que indicado. Aguardo que a Paralela publique os outros romances de Dinah Jefferies e espero que todos sejam tão bons quanto esse.

"Quando ele tocava seu coração dessa maneira, ela se sentia segura e protegida contra qualquer infortúnio. Se não o tivesse conhecido, poderia nunca ter descoberto o amor, e fora graças ao amor que se transformara na esposa e na pessoa que era. O esforço valera a pena, e agora eles estavam prontos para enfrentar juntos tudo o que viesse pela frente."

2 comentários:

  1. Olá !
    Como assim você não gosta de romances de época? ! 😲 De 10 livros que leio 6 são romance de época! ! (Um pouco de exagero aí rsrs))

    Ainda não tinha lido nenhuna resenha sobre esse livro e eu nem o conhecia mas adorei .. Quero saber o que vai acontecer com a Gwen e o Laurence ♡♡

    P.S. Por favor dê outra chance a romances de época!

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Eu gosto de romances de época e tenho muitos na estante, porém não tenho lido. Mas pretendo! Já conhecia essa indicação e adorei o enredo. Estou muito curiosa para saber o desenvolvimento dessa história.
    Espero poder ler em breve.
    Sua resenha está linda.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.