RESENHA - Nunca Jamais - Parte 2


Olá leitores! Tudo bem? E as resenhas dos livros da Colleen Hoover continuam, hoje trago o mais recente lançamento dela aqui no Brasil, a continuação de Nunca Jamais, livro que ela escreveu em parceria com Tarryn Fisher. Quem ainda não leu a resenha da primeira parte pode ler (aqui).

Título: Nunca Jamais #02
Autora: Colleen Hoover e Tarryn Fisher
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 144
SkoobAdicione
Sinopse: A segunda parte do suspense romântico de tirar o fôlego “Nunca Jamais” Um garoto abre os olhos e sequer se lembra que seu nome é Silas. O telefone toca... “Encontrou ela?”, pergunta a voz do outro lado da linha. Quem é ela? Quem sou eu? Charlie se vê presa em um lugar parecido com quartos de hospital (ou de um manicômio). Também não se lembra de nada, nem sequer do próprio rosto. O tempo passa e ninguém vem salvá-la. Ela precisa escapar por conta própria. Aos poucos, os dois descobrem que vêm perdendo a memória em períodos cíclicos. E também que se amam imensamente. Numa corrida para descobrir a razão dos apagões em suas memórias, Silas e Charlie acabam descobrindo muito mais sobre si e os mistérios que envolvem suas famílias. Mas muito em breve vão esquecer tudo de novo. E precisam estar juntos para evitar o pior.

“Como é possível sentir falta de alguém que você não consegue se lembrar?”


Foto por Paloma Machado - Dreams & Books
Instagram: @lominha_machado
Quando terminei de ler o Nunca Jamais (você pode ver a resenha aqui) estava desesperada para saber o que acontecia. O livro foi dividido em três partes por motivos contratuais e acabam bem naquele momento em que você fica: E AGORA?. Como disse anteriormente é um dos livros que menos gosto da Collen, talvez por ter expectativas de mais nele. Mas essa segunda parte mesmo com um ritmo mais calmo me conquistou mais que a primeira parte. Eu sinceramente não sei o que faria se tivesse acompanhado o lançamento deles, tendo que esperar pela continuação. Quando terminei Nunca, Jamais eu precisava saber o que acontecia e precisava logo, então corri para amazon para ler em inglês mesmo e que angustia pois quando leio em inglês preciso ler com mais calma, para consultar algumas frases no Google pois não sou fluente, mas mesmo assim consegui ler em 2 dias! 

"Não sei onde procurar. Não sei pra onde ir. Eu não sei ser o cara que a salva. Me pergunto o que as pessoas fazem quando não tem pra onde ir; me pergunto se isso é o que significa ser louco?”

Para quem presta atenção na capa dos livros, a capa desse já nos deixa agoniados! Sabemos que Charlie e Silas terminam o primeiro livro separados e agora temos apenas a mão de Silas na capa, mesmo com Charlie me irritando: ONDE ELA FOI PARAR?. A Narração continua em primeira pessoa e ainda sim é dividia no ponto de vista de Charlie e Silas, porém nessa segunda parte temos a maioria dos capítulos na visão de Silas, talvez tenha sido por isso que gostei mais desse livro, menos Charlie e mais Silas!

“Eu gostaria de encontrar o garoto que documentava o sofrimento em cores tão vivas.”

Foto por Paloma Machado - Dreams & Books
Instagram: @lominha_machado
Na parte 1 sofremos e nos encantamos com eles, e na parte 2 não é diferente. Na parte 2 temos o Silas correndo contra o tempo conforme mais coisas vem a tona e as coisas começam a se complicar. Charlie está com problemas e ele precisa além de tudo para encontra-la e ajuda-la. Esse livro tem momento mais românticos e emocionantes que o primeiro, encontramos cartas de amor enviadas por ambos no passado e elas são tão gostosas de ler. Adoro histórias em que o casal se conhece desde pequeno e se amam desde sempre, acho algo tão lindo esse amor que é construido desde crianças.

Logo no inicio do livro há a nota uma nota das autoras que faz ficarmos com mais medo do que vem pela frente nessa parte:  

"Esse livro é para todos aqueles que amam um felizes para sempre e perdoaram-me pelo final da parte um. Ele foi culpa da Tarryn." – Colleen Hoover

"Esse livro é para todos aqueles que pensam que finais felizes e Pepsi Diet são coisas estúpidas." – Tarryn Fisher

Aproveito essa resenha para falar algo que não falei na primeira: Os personagens secundários. É difícil falar sobre os personagens secundários quando não se há muito sobre eles, afinal nem os protagonistas sabem alguma coisa sobre eles, mas os dois que tiveram mais destaques foram os irmãos. Landon é irmão de Silas, e é tão incrível quanto o irmão, dá para se apaixonar por ele tanto quando nos apaixonamos por Silas, sério esses personagens estão arruinando a vida dos meros mortais. E irmã de Charlie, eu gostei muito dela, mais do que gostei da Charlie.

"Se fosse possível ouvir um sorriso, o dela seria uma música de amor."

Foto por Paloma Machado - Dreams & Books
Instagram: @lominha_machado
Amei como as autoras continuam abordando os segredos que giram em torno do casal e como eles descobrem quem eles eram e quem eles querem ser, principalmente como é abordado o fator de que as mentiras podem destruir as coisas. Quando você pensa que não tem mais o que revelar, mais coisas aparecem e você começa a criar mil teorias sobre o que vai acontecer. Novamente Colleen e Tarryn conseguiram me prender no livro, e me fazer sentir na pele dos personagens - até a Charlie estava menos irritante nesse livro, ou talvez tenha sido apenas implicação minha anteriormente -, e eu ainda queria muito abraçar os personagens e dizer que tá tudo bem, eles vão descobrir o que está acontecendo e eles vão recuperar a memória.


“Jamais esqueça que eu fui seu primeiro beijo verdadeiro. Jamais esqueça que você será meu último. E jamais pare de me amar entre todos eles. Jamais pare, Charlie. Jamais esqueça."


Assim como a primeira parte a segunda acaba no pior momento, e te faz engatilhar a leitura da terceira parte, pois PRECISA SABER o que está acontecendo. Apesar de toda essa aflição e angústia, essa segunda parte me faz indicar o livro mais uma vez, se você é fã da Colleen, da Tarryn, de Suspenses ou de romances, tem que ler esse livro.

“Eu conto até trinta e Silas, de repente, se aproxima. Suas mãos seguram meu rosto. Posso sentir seu cheiro, sentir seu fôlego em meus lábios. Perco o tempo; não tenho ideia em qual segundo deveria estar. ‘Jamais jamais,’ ele sussurra."


- Devido a um erro no sistema de comentários essa postagem não faz parte da promoção de TOP COMENTARISTA - ABRIL -
Tecnologia do Blogger.