RESENHA - 5 centímetros por segundo


Título: 5 Centímetros por Segundo #01 e #02
Autores Makoto Shinkai (roteiro) e de Yukiko Seike (arte) 
Editora: New Pop
Número de Páginas:  240
Skoob: #01 Adicione  #02 Adicione
Sinopse
: história se passa no começo dos anos 90, onde a internet ainda não era uma alternativa viável para comunicação a distância. Takaki Tono e Akari Shinohara se conhecem desde o primário, e um sentimento amoroso surge involuntariamente entre eles. A relação, porém, se complica quando Akari tem que se mudar para o interior do país e os dois passam a se comunicar somente por cartas. Com o passar do tempo, a situação só piora, pois, chega a vez de Takaki se mudar, para ainda mais longe de Akari. Na vida do garoto, também entrará uma nova personagem: a sonhadora Kanae Sumida. Será que ele conseguirá esquecer Akari? Irão eles se reencontrar no futuro?

"— Eles dizem que é cinco centímetros por segundo.
— Do que você está falando?
— A velocidade com que uma flor de cerejeira cai… cinco centímetros por segundo."


Foto por Paloma Machado - Dreams & Books
Instagram: @lominha_machado
Antes de tudo preciso dizer que não sou uma leitora de mangás, há anos eu não lia um mangá, mas na Comic Con ano passado passei pelo Stand da New Pop com uma amiga e estava dando uma olhada e então vi "5 Centímetros por Segundo" achei linda a capa, e dai li: "Uma sequência de história curtas sobre a distância deles", pronto já fiquei curiosa! Como estava em promoção acabei comprando o volume 1 no primeiro dia pois achei muito fofo e estava apenas R$10,00. Foi a melhor aquisição da Comic Con, me apaixonei completamente pela história, e os desenhos são maravilhosos, no terceiro dia de Comic Con li o mangá inteiro na fila e não teve jeito tive que voltar na New Pop para comprar o volume 2, o mangá me prendeu tanto que tinha momento que a fila andava e eu nem percebia pois estava em outro mundo, além de ter me arrancado algumas lágrimas mesmo em local público.

5 Centímetros por Segundo foi escrito por Makoto Shinkai e desenhado por Seike Yukiko e tem apenas dois volumes, ele foi serializado na revista Afternoon, da editora Kodansha, entre 2010 e 2011 e foram lançados no Brasil em 2015 pela New Pop. O mangá surgiu de um filme de Makoto Shinkai com o mesmo titulo e conquistou espectadores ao redor do mundo com uma trama simples e envolvente, narrando a relação à distância entre Takaki e Akari. Eu assisti o filme (animação) depois de ter lido os mangás, e indico muito a animação também é tão maravilhosa quanto, eu chorava assistindo, é muito linda! E a música, só posso dizer que chorei igual criança!

"Sempre acabo procurando o seu sorriso em algum lugar.
No cruzamento de vias, esperando o trem passar.
Mesmo sabendo que você não estará lá.
Se eu pudesse viver a vida novamente eu estaria ao seu lado a todo instante.
E eu não precisaria de nada além de você em minha vida."

Foto por Paloma Machado - Dreams & Books
Instagram: @lominha_machado
A história se passa no começo dos anos 90, onde a internet ainda não era uma alternativa de se manter contato. Takaki Tono e Akari Shinohara se conheceram no primário, e um sentimento amoroso surge involuntariamente entre eles, mostrando que o que os ligava não era apenas uma amizade. Mas antes do romance se desenvolver, Akari tem que se mudar para o interior do país e os dois passam a se comunicar somente por cartas, e combinando de se encontrar esporadicamente... Mas as coisas pioram quando Takaki tem que se mudar para mais longe ainda. Na nova cidade Takaki adolescente conhece Sumida Kanae uma colega de classe que está apaixonada por ele, mas como ela diz Takaki sempre está “olhando para algo além dela”. O personagem principal do mangá é o Takaki, e temos a trajetória dele de pequeno até adulto.
Ele é o foco da história que mostra seus relacionamentos e sua busca por Akari.

Esse mangá me fez refletir muito, é algo poético, solitário, triste. A história parece tão simples, mas a mensagem é tão grande. É algo tão puro, direto e tão real. Sabe aquela coisa de: "A vida é curta, não perca tempo? Diga que ame, vá atrás, não se arrependa" é algo tão clichê mas que é muito tocante e que nem sempre damos atenção. Quantas pessoas não deixam o amor passar por medo? E acho que foi isso o que Takaki teve, medo, e por isso deixou tantos momentos passarem... Ele tinha tanto para falar mas não foi capaz de dizer, talvez, por não achar as palavras certas, mas ai é que está não existem palavras certas! E também mostra a questão de quantas coisas, momentos e oportunidades perdemos por ficar preso ao passado? Fora que passa aquela mensagem de "e se..." o que teria sido se a história fosse diferente? Se ele tivesse conseguido falar tudo que queria? Ele teria sido tão feliz quanto imaginou? Ou será que tudo era apenas uma utopia, algo que ele idealizava? Além disso, teve aquele pensamento: Se essa história fosse hoje, com Facebook, Whattsapp, e tantas formas de se manter contato, seria diferente? Só sei que quando terminei de ler levei um tapa na cara - que talvez estivesse precisando -, e esse mangá acrescentou muito em minha história pessoal com a lição de que para seguir em frente, precisamos desapegar do passado.

"Algum dia, seremos capazes de observar, juntos, as cerejeiras de novo?"
 
Foto por Paloma Machado - Dreams & Books
Instagram: @lominha_machado
Confesso que no fundo, espero uma continuação, o final pode ter sido um pouco vago e apesar de todas lições ainda queria um final diferente, mas se o final fosse diferente talvez não houvesse tantas lições! Mas, ainda mantenho um "E se..." para eles, e já imaginei mil coisas para o futuro deles.

Por fim, Leiam! Leiam! Leiam! Leiam! POR FAVOR, LEIAM! E vejam o filme também! O filme tem no youtube legendado! Sério gente, use um tempo de sua vida e veja o filme pelo menos se você não puder ler o mangá. Se você é adolescente, jovem, adulto, sentimental, frio. Se você já teve um amor, se você não teve um amor... É uma história rápida, uma história simples, mas com todo sentimento do mundo <3

Para vocês sentirem o clima, deixo um vídeo com a música do filme, e que mostra um pouco da história de Takaki:

   

"Se um milagre acontecesse, eu mostraria a você, o novo amanhecer, quem serei eu daqui em diante, e as palavras que eu nunca disse: Eu Te Amo."
Tecnologia do Blogger.