PRIMEIRAS IMPRESSÕES - Santa Clarita Diet



Olá leitores e seriadores, tudo bem? Hoje vamos dar uma pausa no especial da Colleen Hoover para falarmos da nova série da Netflix: Santa Clarita Diet. Já assisti 6 episódios dela e não consigo parar, mas ao mesmo tempo estou com aquele sentimento de que só tem mais 4 episódios pela frente e se eu ver agora ficarei com saudades...


Ontem dia 03 de fevereiro - Sexta Feira, a Netflix liberou a primeira temporada da nova série Santa Clarita Diet a primeira atuação fixa em uma produção televisiva de Drew Barrymore (Para quem não conhece ela já fez filmes como: As Panteras, Letra e Música, Ele Não Está Tão a Fim de Você, Já Estou com Saudades, Nunca Fui Beijada, Para Sempre Cinderela...). Já sabia dessa série a um tempinho, e eu precisava assistir ela pois juntava uma atriz que eu adoro com uma temática que eu amo, zumbis. Fiquei meio apreensiva, pois acompanho a carreira de Drew Barrymore e me perguntava como ela se enquadraria em uma série com essa temática! Como ela seria uma zumbi? Além disso, quando vi trailer e divulgações vi que a série ia para um lado mais cômico, e já imaginei algo tipo Z-Nation - Eu adoro Z-Nation, mas para mim ela é aquela série que é tão ruim, que fica divertida-. Essas coisas já me deixaram com um certo receio de colocar mais uma série na minha grade, mas a curiosidade falou mais alto.


A Série conta a história do casal Sheila (Drew Barrymore) e Joel Hammond (Timothy Olyphant) que são dois corretores de imóveis com uma vida pacata e normal no subúrbio de Los Angeles. Suas maiores preocupações são: Sua filha adolescente, e as brigas de seus vizinhos. Mas tudo muda quando um dia Sheila "passa mal" - já paro para avisar, não assista o primeiro episódio comendo, a parte em que ela passa mal pode ser um pouco ou muito nojenta - e misteriosamente ela começa a mudar. Se tornou uma pessoa muito mais atraente, alegre, autêntica, empolgada, ousada... Além de não ter mais batimentos cardíacos, um sangue meio preto, e sua preferência alimentar se tornou mais diferente: Carne Humana. Resumindo, misteriosamente ela se tornou um zumbi totalmente diferente do que estávamos acostumados pois ela mantém sua racionalidade, o tipo de zumbi está mais para IZombie do que para The Walking Dead. E para se alimentar ela precisa virar uma Serial Killer. Então vemos o casal se envolvendo em várias situações devido a esse novo estilo de vida, o que eu achei mais cômico foi o fato de: "Eu aceito quem você é" e a forma quase que natural que eles lidaram com essa nova dieta de Sheila: "A Tudo bem você precisa matar algumas pessoas, mas vamos lá to nessa com você!".



As divergências dos casais são nítidas no primeiro episódio, e elas de alguma forma se mantém pois senti uma inversão na personalidade deles após Sheila se tornar uma zumbi mantendo essas diferenças, mas chega a ser fofa a forma como eles se tratam e se completam. A relação deles é muito engraçada, há momentos (visíveis) em que os dois não seguram as risadas e achei isso incrível pois tornou ela uma comédia mais "pastelão". Os diálogos não são profundos, mas as tiradas cômicas são bem rápidas e bem estilo trash e é uma série muito divertida, ela nos lembra que uma série pode ser divertida e cômica sem forçar as coisas. Não é uma comédia inovadora, mas faz o básico e consegue trazer uma ideia que é sem dúvidas diferente do que o habitual das comédias apresenta na televisão. 



Sobre as atuações, Drew sempre soube fazer comédia e aqui, como sempre, ela entrega um ótimo trabalho. Timothy também foi sensacional, estava acostuma com ele em papeis mais sérios, mas ele foi espetacular! Tinham uma química incrível, era visível que eles se soltaram para fazer esses papeis e que estavam totalmente a vontade. Os personagens secundários: Filha e Vizinhos também foram um show de atuações. Que eles se divertiram fazendo essa série e que se deram bem por trás dos bastidores era claro.

Santa Clarita Diet faz o estilo trash, enredo surreal - Mas ao mesmo tempo consegue passar um ar tão natural, como se realmente fosse verídico-, nojento - Como já avisei antes: não assista comendo -, há palavrões e cenas fortes para estômagos fracos.

Resumindo: É uma boa série, despretensiosa, divertida, bem produzida, bem filmada, com um bom roteiro e ótimas atuações. É uma série simples para passar o tempo e que não se leva à sério desde o início, mas que vai render algumas risadas.



Corre lá na Netflix e assistam, a 1º temporada já foi toda liberada e cada episódio tem cerca de 29 minutos. Para quem não sabe o que fazer no fim de semana, tá ai uma ótima dica de maratona.
Tecnologia do Blogger.