RESENHA - Talvez Um Dia


Olá leitores tudo bem? Se eu esqueci o especial da Colleen Hoover? Claro que NÃO! Mas é que com tantos novos livros e posts para fazer que acabei dando uma pausa de re-ler os livros para escrever as resenhas... Mas agora estou voltando com as resenhas dos outros livros, e espero que gostem <3

Título: Talvez Um Dia (Maybe Someday)
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 368
SkoobAdicione

Sinopse: "Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora."


"And if I can't be yours nowI'll wait here on this ground
Til you come, til you take me away
Maybe someday"
(E se eu não posso ser seu agora / eu vou esperar nesse chão /
Até você vir, até que você me levar para longe / Talvez um dia)

Foto por Paloma Machado - Dreams & Books
Instagram: @lominha_machado
Talvez um dia foi um dos primeiros livros que li da Colleen, e não sabia o que esperar pois nunca havia lido nada sobre ele. Antes eu havia lido apenas O Lado Feio do Amor, e pensava que esse livro seguiria a mesma linha, mas não foi nada do que pensei e que surpresa boa foi esse livro para mim! Colleen Hoover é maravilhosa, cativante, te faz refletir, te emociona e com esse livro não foi diferente. Mais uma vez Colleen trouxe uma história real, aquela que podia acontecer com qualquer um, aquela que quando você lê você sente como se fosse um amigo te contando o que aconteceu com ele.

"Palavras às vezes podem ter um efeito muito maior sobre o coração do que um beijo."

O Livro conta a história de Ridge e Sydney. Os personagens estão longe de serem "perfeitos", Ridge foi um personagem que despertou diversos sentimentos em mim, amor, ódio, compreensão, encanto, compaixão, me apaixonei por ele desde o inicio - mas as vezes queria agredir ele -, Ridge é mais um dos personagens da Collen que você deseja loucamente que seja real... Sydney, me encantou, adorei ela e como sofri junto com ela, eu realmente me envolvi de uma forma que eu sentia tudo o que ela sentia, eu queria tanto abraçar ela por diversas vezes. Outro personagem que merece destaque é Maggie - namorada de Ridge - gente que pessoa maravilhosa, eu juro que queria que ela fosse uma bruxa, mas como não amar uma pessoa tão forte, sensata e madura quanto ela? E também temos Warren e Bridgette e com certeza o livro não seria o mesmo sem  humor deles, na medida certa eles trazem uma leveza e descontração para toda a história.

 "Como podem duas pessoas boas, que possuem boas intenções, acabarem com sentimentos de todo o bem, que são tão incrivelmente ruins?"

Foto por Paloma Machado - Dreams & Books
Instagram: @lominha_machado
Talvez um Dia, é narrado em primeira pessoas com capítulos intercalados com os pontos de vista de Sydney e Ridge, é um livro bem elaborado e bem escrito. É o sétimo livro escrito por Collen e após ler os livros que vieram antes fica nítida a evolução de escrita dela os diálogos são inteligentes e nada fica solto. Você consegue ter uma visão geral de todos acontecimentos, o que acaba fazendo com que seja compreensível algumas escolhas dos personagens. É um típico New Adult, com clichês e com um "eu já sei como vai terminar", mas como sempre Collen Hoover é MESTRE em tornar os clichês, incríveis e surpreendentes. Collen não escolhe o caminho mais fácil e isso que mais gosto nela, nada é tão simples, a vida não é fácil e ela mostra isso muito bem.

“Elas são suas palavras, Sydney. Palavras que vieram de você.”

Outra coisa que fez com que eu me apaixonasse por esse livro foi a conexão com a música, e como se não fosse suficiente para tornar ainda mais real a história, Colleen em parceria com o músico Griffin Petterson deu vida a todas as canções do livro. As letras dizem muito sobre o livro, sobre os sentimentos dos personagens, sobre a ligação deles, afinal tudo começou por amor a música. E trazer para nossos ouvidos essas canções foi um maravilhoso presente para os leitores. AMO todas as músicas, de verdade, ouçam - irei colocar a playlist no final do post - pois vale muito a pena!

"Não é tão fácil quando você está tentando vencer uma guerra contra o coração."

Foto por Paloma Machado - Dreams & Books
Instagram: @lominha_machado
<Essa parte pode ter Spoiler> Não queria dar Spoiler, mas não posso deixar de falar de como esse livro trata também sobre inclusão e encarar uma deficiência física. Ridge tem deficiência auditiva, e ao invés de termos um personagem limitado, temos um personagem inspirador. Ele construiu uma vida e sua deficiência não o impediu de nada, muito menos de tocar. Música vem da alma, e isso foi mostrado da forma mais linda nesse livro. E mais um ponto para Collen por ter conseguido escrever de forma tão perfeita tudo o que ele queria dizer. <Acabou os Spoilers>

" Ele não conseguiu protegê-la da difícil verdade que ninguém escolhe por quem se apaixona. As pessoas só decidem por quem podem continuar apaixonadas."

Na parte Gráfica a Galera não deixou nada a desejar, manter a capa original - principalmente quando ela é maravilhosa - foi uma ótima decisão, as cores são tão lindas. É aquele livro que compramos pela capa SIM! A diagramação também é ótima, um design interno muito bonito. Não encontrei também erros na revisão, mas uma coisa que eu mudaria talvez seria as letras das músicas, li o livro em inglês primeiro e nas letras eu senti uma certa mudança na tradução, entendo que precisava ser uma "música" em português também, mas queria que tivesse sido mais ao pé da letra mesmo.

"Não tenho dúvidas de que seriamos perfeitos um para o outro, Sydney.  
Mas nossas vidas não são perfeitas para nós."

Talvez um dia faz o que um livro deve fazer, te faz refletir, te acrescenta algo pessoal. É impossível ler esse livro e não tirar uma lição de vida, ou algo que te acrescente. É um livro que todos deveriam ler, faz bem para a mente, alma e coração. É um livro que me inspirou muito, que me fez crescer como pessoa, e refletir sobre várias coisas e sempre serei grata a Collen por isso. LEIAM, a única coisa que realmente preciso dizer nessa resenha é: LEIAM!

''Talvez eu não seja o herói para ela que eu sempre tentei tanto ser, porque, agora, eu me sinto como se  ela  nem sequer precisasse  de um herói.  
Pra que  precisaria?  
Ela tem alguém muito mais forte do que eu jamais serei para ela. Ela tem a si mesma.''



OUÇA AS MÚSICAS DO LIVRO:



"Bem, você alega  que  não me conhece muito bem, mas parece que você me conhece melhor do que eu mesma."
Tecnologia do Blogger.