Resenha - Tapete Vermelho


Olá, leitores! Tudo bem? 
Hoje eu venho com mais uma resenha de um livro nacional! E o da vez é o Tapete Vermelho, confiram: 

Título: Tapete Vermelho
Autora: M. S. Fayes 
Número de Páginas: 184
Editora: Matrix 
Skoob: Adicione
Fanpage: Curta 

Sinopse:
Uma jovem garota brasileira resolve se aventurar em um curso de inglês no exterior. Na poderosa LA. 

Em meio ao itinerário de passeios mesclados com estudos, ela se vê em um torvelinho de emoções ao conhecer subitamente um astro em ascensão do cinema.

Seus passeios acabam sendo mais intensos do que poderia sequer sonhar. Ela se vê no poderoso mundo das celebridades, onde o glamour pode deslumbrar ou ofuscar seus ideais.

O mais importante, porém...seria ela capaz de manter um romance onde os holofotes nunca se apagavam ? 

"Por que eu me sentia tão à vontade com Jim, como se fôssemos amigos e como se o idioma não fosse tão importante como o ar que respirávamos?”


Eu ainda não conhecia a escrita de M. S. Fayes e vi em Tapete Vermelho, uma ótima oportunidade para mudar isso. E acabei me encantando com a forma que a Fayes escreve, desde a primeira página. Foi inevitável. 

O livro é leve, gostoso de ler e encantador. Ah, não posso me esquecer de divertido! Gente, ri horrores da Nina! Se fosse uma comédia romântica, seria uma daquelas comédias românticas bem divertidas, ótimas para uma tarde chuvosa!  

Quem me acompanha aqui no blog, sabe que, de vez em quando eu acabo tendo problemas com a "mocinha" de algum livro. Algumas são muito chatas e sua narração transforma o ato de ler em uma tortura. Felizmente, isso não aconteceu em Tapete Vermelho. A narrativa é muito dinâmica e engraçada e o livro ser narrado pela Nina, foi uma ótima escolha. Acabou sendo um dos pontos fortes da história. 

O tema pode ser bem clichê: uma menina que vai passar um tempo em outro país e se apaixona. Mas, a forma como a Fayes abordou isso e os elementos que ela incluiu na história, fizeram toda a diferença. 
Foto por Dreams & Books.
 Instagram @dreamsebooks
O livro em si é cativante do começo ao fim. Os personagens são super bem trabalhados e apaixonantes.

(Que homem é aquele, MDs? Onde eu aperto pra ter um James só pra mim?!)

O ritmo da história é ótimo e alguns mistérios acabam contribuindo para que a leitura não fique parada. 

As 184 páginas passam voando e, no fim, Tapete Vermelho deixa um gostinho de quero mais. 

"Como poderiam duas pessoas com gostos tão distintos terem conseguido se encaixar um na vida do outro?
Acho que ai é que entra o lance de ceder num relacionamento. Um tentaria dar o espaço necessário ao outro e encontrar o equilíbrio na relação.
Assim eu esperava." 

A capa do livro está um verdadeiro amor! A fonte é pequena, mas, de um tipo que dá pra ler sem desconforto e as páginas são brancas. Ele livro tem orelhas. 

Eu recomendo demais Tapete Vermelho para alguém que esteja buscando uma leitura leve, rápida e divertida. E principalmente, para todos que sonham e acreditam que um dia viverão um contos de fadas! 

“Eu o queria com uma força tão poderosa que estava difícil respirar.
Eu queria pertencer a ele de uma forma exclusiva. Eu queria que ele fosse o marco do meu primeiro amor. 
Era isso. 
Eu o tinha escolhido para me ensinar sobre o amor intimo entre um homem e uma mulher. Eu o tinha escolhido para ser meu primeiro.”

Tecnologia do Blogger.