Lorrane Silva

RESENHA - Crônicas (Escritas) Feito Um Pum

17:57:00

Olá leitores! Tudo bem? 
Hoje eu venho com a resenha do livro Crônicas (Escritas) Feito Um Pum. Confiram: 

Título: Crônicas (Escritas) Feito um Pum 
Autor: Eduardo de Souza 
Número de Páginas: 114 
Editora: Chiado Editora
Skoob: Adicione
Fanpage: Curta 


Sinopse: 

 "- Você continua a escrever esses textos bobos? - diz ela irritada.
- Ah, de vez em quando pinta uma inspiração e escrevo.
- Você escreve sobre qualquer coisa. Que chato! Se pensar, você escreve. Se respirar, você escreve. Se peidar, você escreve.
- É, é como um peido mesmo. De repente dá uma vontade e eu solto um. Um texto, claro."


Trecho extraído da crônica “Sete anos de namoro”, parte integrante deste livro ao lado de vários outros textos irreverentes e bem humorados.

**
Quando comecei a ler esse livro, a minha intenção era ler algo leve e engraçado. Para aliviar um pouco a minha mente do livro tão triste que tinha lido antes.
Tudo no livro indicava que ele é engraçado. Na capa há um porquinho chorando de rir, na sinopse as crônicas são chamadas de muito bem humoradas, e no comentário do Dr. Marcelo Pinto ele chama as crônicas de muito divertidas.

Uma das piores coisas que se pode fazer em um livro, é prometer muito e no fim, não cumprir. Melhor que não prometa nada. É muito melhor um leitor pegar um livro de crônicas que não promete nada e ser o mais engraçado que já leu, do que um leitor pegar um livro prometendo ser super engraçado e acabar não conseguindo dar uma risada sequer.

Sinceramente, eu não achei as crônicas engraçadas. A maioria é um tanto boba. Quase todas são de coisas nojentas, como fezes, urina e pum.  Crianças de sete anos acham uma pessoa soltar um pum, ou dar uma mão suja para o outro cheirar engraçado. Mas, adultos? Bem... acho que nem tanto.  O resto do humor das crônicas é de duplo sentido.  O que também não me agrada.

Foto tirada pela blogueira. Instagram @Lorraned_SB
Não posso negar que, o ritmo do autor é um tanto intrigante. Apesar de tudo, eu tive que continuar a leitura até o fim. Não consegui parar.  E não foi demorado, em cerca de 1 hora li todas as 114 páginas. 

O que mais me chamou atenção no livro foi o título. Que eu gostei bastante. Quando se lê a sinopse, dá pra entender a razão do nome. Achei uma sacada super inteligente e realmente pensei que todas as crônicas seriam desse nível. Infelizmente, isso não aconteceu.

A única crônica que gostei foi a Trevo de Quatro Folhas, não por ser engraçada, mas, por achá-la bonita. Outra que me agradou até certo ponto foi a Sete Anos de Namoro. Ela foi indo muito bem, até chegar o fim.

Creio que se o livro não tivesse prometido tanto, teria sido um pouco melhor. Ainda assim, não seria um tipo de leitura que me agradaria. 

Como eu já disse antes, é muito raro eu não gostar de uma leitura. Mas, quando não gosto, não vou dizer para todos que lerem a resenha, não lerem o livro. Li algumas resenhas onde as pessoas tinham realmente gostado do livro. Então, se ficou na dúvida, leia. Só assim poderá tirar suas próprias conclusões.  


Lorrane da Silva, Lorrane Fortunato, nasceu no frio outono de 1995. Tem a convicção de que em suas veias corre o amor pelos livros, amor esse que a motivou a criar o blog Dreams and Books. Estudante de Letras – Espanhol divide seu tempo entre ler, assistir doramas, escrever, estudar e cantar desafinadamente músicas latinas. Pode ser facilmente encontrada nas ruas de Bom Jardim, Região Serrana do RJ, com um livro nas mãos e mil histórias na cabeça.
Facebook Instagram Skoob

Aproveite e leia também:

0 comentários