RESENHA - La La Land ~ O Sonho Americano


Oi leitores! :)
A resenha de hoje é do livro La La Land, ele foi a minha 5ª leitura da Maratona Litrária #EuTôDeFérias. 


Título: La La Land - O Sonho Americano

Autora: Bruna Fontes 

Número de páginas: 384

Editora: Publiki 

Skoob: Adicione

Fanpage: Curta

Compre: Aqui 



Sinopse:
Ah, o show business. Tentador e vermelho tal qual a maçã no jardim do Éden. Proibido? De certa forma. Totalmente cruel. Desleal. Arrasador. Ele te seduz e te atrai de um jeito enigmático. Leva-te até o seu limite, transforma sua mente em um mero fantoche. Ele te comanda; Ele te detona. Muda os seus princípios e acaba com seus sonhos. Quando o mundo inteiro tem algo a dizer sobre cada um dos seus passos e a vida pública é o seu alimento, o que se espera é a perfeição. Somos todos humanos errantes, mas os heróis das revistas, esses não.

Existe um lado de Hollywood que nós não conhecemos. Apenas quem está lá dentro consegue enxergar. Quer entrar?


Foto tirada pela blogueira. Instagram @Lorraned_SB
Roxanne Winchester disse sim. E agora deixou de lado sua vida ordinária em Nova York para ser a maior promessa da música da sua geração. Los Angeles. É lá onde os sonhos são feitos. E também onde muitos deles são destruídos. Mas o que poderia dar errado para a nova queridinha do grupo mais influente de Hollywood? Estrelar uma série de TV, gravar suas canções. Mobilizar milhões de dólares e corações adolescentes. Roxy tinha tudo para ser a Estrela do momento, e foi. A sua jornada, porém, não é tão simples quanto parece.

Entre erros e acertos, amores avassaladores, a glória de realizar seus sonhos e viver em um mundo de glamour, Roxy experimenta os sabores e dissabores de ser alguém. As complicações da adolescência, os hormônios à flor da pele e a busca pela identidade também se aplicam aos famosos, por incrível que pareça, e ela mostra que nos bastidores desse show somos sim todos iguais.
O certo e o errado nunca estiveram tão próximos e as tentações estão por toda parte em Hollywood... Mas quem é que não gostaria de dar uma mordida nessa maçã?


 “Quando a vida lhe oferece uma segunda chance, você deve agarrá-la com unhas e dentes.”

Conheci a Bruna Fontes na FLITS e lá ela me deu o La La Land como parceria. Desde que coloquei as mãos no livro, o que mais me chamou atenção foi a “aparência” dele. O cuidado e amor com que ele foi feito são incríveis!
A capa é linda! A lombada e a parte de trás dele são vermelhas e com a imagem de um show acontecendo. A letra é bem grande e deixa a leitura para ceguetas como eu, super confortável. No início de cada capítulo há a figura de uma maçã mordida e as páginas são amareladas.

Algo negativo é que ao longo do livro há vários pontos de interrogação virados de cabeça pra baixo, no lugar dos virados pra cima.

A FLITS veio e passou e o livro foi para o fim da fila de leituras de parceria, e agora, finalmente, chegou a vez dele.

Demorei umas duas tardes para conseguir concluir a leitura. E fico triste por ter demorado somente duas tardes para lê-lo.  

Viciante.

Foto tirada pela blogueira. Instagram @Lorraned_SB
É a única palavra que posso usar pra descrever bem La La Land. 
O livro é totalmente viciante. Me senti meio drogada. Eu só conseguia lê-lo, lê-lo e lê-lo e quando tinha que ir fazer outra coisa, ficava pensando nele e no que iria acontecer na estória.

A estória é juvenil, mas, a forma de escrever da Bruna Fontes é bem madura. Ela escreve de uma forma que a sua única alternativa é ler o livro. Sem discussões.


“As pessoas ás vezes exploram os lados opostos da vida.”

Eu me conectei completamente com a estória e os personagens. Falando em personagens, tem muitos meninos divos para se apaixonar em 3L! Me julguem Teams Luke, mas, eu não gostei muito dele.  Me apaixonei pelo fofíssimo Freddie, mas, o meu amor desse livro é o Ethan! <3

O livro é bem focado nessa vida de sucesso de Roxy e nas confusões do seu coração, mas, também tem uma brechinha pra falar de amor entre amigos e família, faz uma crítica aos pais que nunca tem tempo para os filhos e ainda tem um mistério a ser resolvido, resumindo: monte de coisas boas numa estória só!

Para os amantes de chick-lits é uma leitura obrigatória! Leitura obrigatória para lovatics também! Eu fiquei imaginando a Roxy como a Demi na época da música La La Land mesmo.

Enfim, sabe o melhor de 3L? Ele é nacional! La La Land é um dos muitos exemplos que nos mostram que devemos sim ler livros nacionais. Temos coisas maravilhosas aqui! Vamos lá: deem uma chance aos nacionais e se apaixonem por eles, assim como eu! (:


“(...) Se abria pra mim agora outra porta, um novo caminho a ser seguido. Não o certo; tampouco o errado. Mas, o caminho do meu coração.”



Tecnologia do Blogger.