RESENHA - Se Arrependimento Matasse

Oi gente! :) Trouxe a resenha de um livro que eu amei! 

Título: Se Arrependimento Matasse
Autor: Alma Cervantes 
Editora: Novo Século/ Novos Talentos da Literatura Brasileira
Número de páginas: 246 
Skoob: Adicione
Fanpage: Curta 

SAM conta a estória de três amigos: Alice, Rebecca e Alex que não se veem há muito tempo e decidem marcar um encontro de alguns dias no hotel dos pais de Alex. Tudo ocorre maravilhosamente bem ate que, após o jantar, descobrem que o cozinheiro esta morto. Então, Frederica começa a fazer interrogatórios com todos os hóspedes e funcionários, em busca da verdade.



"(...) Quem busca a verdade absoluta deve ser frio, imparcial, e manter sempre acima de tudo a razão, ignorando qualquer comentário desacompanhado de fatos. Deve também abandonar a preferência por realidade específica, pois esta pode facilmente distorcer o raciocínio e moldá-lo para aquilo que a pessoa quer que seja a verdade, levando a uma cegueira mental."



A linha telefônica é cortada, todos os carros sabotados. Névoa e uma terrível tempestade castigam o cenário. Não ha maneira de escapar.  
Os personagens vivem varias horas de terror e desespero, onde todos são suspeitos e ninguém é o que parece. 

“Cada um deles, sufocados pela situação e afogados por seus próprios pensamentos, parecia morrer aos poucos. A cada segundo as sanidades física e mental se esvaíam, tão frágeis quanto flocos de neve prestes a tocar a superfície de um lago.”

**

Eu recebi Se Arrependimento Matasse, do Alma como parceria. Coloquei o livro na pilha de leituras e ficou ali por um tempo, até que numa tarde chuvosa, decidi lê-lo. Durante toda a leitura um pensamento passava na minha cabeça constantemente: ‘Por que demorei tanto pra ler esse livro?!’ Realmente, me arrependo de não ter desfrutado dessa leitura antes.  A-M-O romances policiais, tanto para ler quanto para escrever. Não costumo ler muitos livros desse gênero, mas, é um dos meus preferidos. 

"É dito que quando alguém conhece o verdadeiro desespero, se não houver distração constante e eficiente, a pessoa se perde nas profundezas da loucura até o fim de sua vida."

E assim começa SAM, um romance policial digno de ser comparado aos de Agatha Christie. Após ler essa frase, você só conseguirá respirar e parar a leitura na página 246. O final da estória.

Pode tentar parar, mas, você não vai conseguir. Eu mesma tentei diversas vezes, mas, os personagens me seguravam pelos braços, o mistério implorava pra ser revelado antes, o fim pediu pra chegar primeiro e eu acabei cedendo.
Uma coisa que me encantou, foram as descrições dos lugares e pessoas, eu tenho uma certa dificuldade em fazer isso e admiro quem consegue fazê-lo de uma forma tão incrível, como o Alma conseguiu fazer.  

A capa do livro é simples e bonita, o título em vermelho fez toda a diferença. As páginas são amareladas, a fonte e o tamanho são ótimos e deixam a leitura agradável.  

Os personagens são muito bem construídos, todos têm suas personalidades e características muito bem trabalhadas, eu fiquei apaixonada pelo Alice, sim, é um homem. E não fui nem um pouco com a cara da Frederica. Ela tem um ar esnobe e sabichão, que não me agradou nem um pouco.

O livro é escrito de uma forma impecável, não há erros ou pontas soltas. A escrita é madura. O autor conhece a língua muito bem, e usa isso a seu favor.
O ritmo é meio alucinante, aquele tipo de livro que você tem medo de respirar e acabar perdendo alguma revelação.  

Foto tirada pela blogueira. Instagram @Lorraned_SB

O desfecho é muito, muito, muito surpreendente, duvido que alguém consiga descobrir quem é o assassino. 
Incrível como ao decorrer da leitura, temos pistas apontando pra todos os lados, chega uma hora que você nem consegue mais ter um suspeito, só quer logo que tudo seja esclarecido. 



Alma faz o leitor de idiota, no fim você vê como foi burro e como ele conseguiu fazê-lo ir pra direção que ele queria que você fosse. Ele te manipula. E por mais estranho que pareça, isso é incrível! 
 
Alma Cervantes estreou de uma forma gloriosa! Estou super ansiosa para os seus próximos livros!
Nem preciso dizer que super recomendo esse livro! Vamos lá, detetives, embarquem nesse mistério! (:


“- Como dizem? Se arrependimento matasse... não é? No fim, foi precisamente isso o que aconteceu.” 


Tecnologia do Blogger.