RESENHA - Um Novo Amanhecer


Olá leitores, como vão? 
Hoje eu vim postar a resenha de um livro que me emocionou muito. Ele tem tudo pra ser um best-seller. É um livro que merece ser lido e amado por milhões de pessoas!
O livro é Um Novo Amanhecer ou UNA (fui eu que o chamei assim pela primeira vez e não é que pegou? :3), da escritora Cinthia Freire. Vamos logo a resenha: 



Título: Um Novo Amanhecer

Autora: Cinthia Freire 

Editora: Novo Século / Talentos da Literatura Brasileira

Número de Páginas: 376

Skoob: Adicione

Fanpage: Curta

Compre: Aqui ou direto com a autora. 


O livro gira em torno de Giulia, Léo e Zyon. Giulia é uma menina que se muda de cidade, na escola nova ela conhece Léo e logo se tornam grandes amigos. Após algum tempo de amizade, ela se apaixona por ele. E ‘para a nossa alegria’ o sentimento é recíproco e eles começam a namorar.


“Foram os melhores dias da minha vida, com certeza. Eu estava em êxtase. Tinha o namorado dos sonhos de qualquer garota e era completamente apaixonada por ele. Estávamos sempre juntos e eu não precisava de mais nada em minha vida. Tudo era perfeito como o primeiro amor. 
(...) Era a garota mais feliz do mundo. Pelo menos fui, por exatamente dois anos.” 

Okay, tudo perfeito até aí, só que depois de algum tempo, Léo fica com gravemente doente, e assim, a doença, o medo a e morte rondam suas cabeças, deixando um rastro de dor.

“Era sempre muito difícil fingir que era forte o tempo todo, assim como sorrir quando o que eu mais queria em toda minha vida era chorar até secar.”

Em pouco tempo, a tarde ensolarada que era a vida deles, é substituída por uma noite de tempestade devastadora.

“Deitei a cabeça nas mãos, com os cabelos caindo ao lado, como uma cortina que me protegia do mundo cruel que me maltratava. Meu peito doía tanto que eu mal conseguia respirar; o medo atingiu um novo nível e eu já não tinha mais controle sobre a minha vida. Eu nem sabia que alguém poderia sentir tanta dor e, mesmo assim, continuar respirando.”

E temos ainda o Zyon, que é um anjo perdido. Ele tem uma missão na Terra, mas, não sabe qual é.
Aos poucos Zyon consegue descobrir do que se trata, porém, essa descoberta não torna nada mais fácil.

“Foi apenas um instante, tão rápido que para um ser humano não significaria nada. Mas, para mim, era o começo de tudo. Foi quando o relógio da minha vida começou a girar, quando minha existência passou a ser contada. Quando eu deixei de ser mais um para ser alguém.”

Zyon, Giulia e Léo têm suas vidas entrelaçadas e após isso, nada mais será como antes. Suas escolhas terão efeito sobre todos eles.

“Ele era tudo pra ela.
E ela tinha se tornado o meu tudo.”

**

Essa com certeza é a resenha mais difícil que já fiz. Tive que esperar vários dias após terminar a leitura do livro para ter condições de falar sobre ele sem que meus olhos se enchessem de lágrimas.
Apesar de toda essa espera, eu não me sinto muito pronta ainda pra fazer essa resenha. Acho que nunca estarei completamente. Não haverá possibilidade de eu conseguir falar desse livro sem omitir ainda alguns pontos de sua grandiosidade.
Essa é a primeira vez que me permito ler um livro sobre anjos, até por que esse é diferente dos outros livros com esses seres.
Qualquer pessoa que for ler UNA precisa preparar os lenços, até mesmo os menos emotivos. Esse foi um dos livros que mais me fez chorar, acho que só perde para Marley & Eu. Eu chorei tanto que ás vezes, tinha que parar pra respirar, tomar um ar e tentar me controlar. Okay, eu conseguia, mas, era voltar a ler e começava tudo de novo.
Um Novo Amanhecer é divinamente escrito, não é que eu tenha duvidado alguma vez do potencial da Cinthia, eu já sabia que ela é uma ótima escritora, mas, o livro me surpreendeu e muito. 
A forma que a Cinthia o escreveu é ímpar, você sente todas as emoções, você sofre junto, sorri junto, chora junto. A dor do personagem é a sua dor, o sofrimento dele é o seu, os medos dele são os seus medos. E as alegrias e sorrisos são seus também. Você vive tudo, como se encarnasse aquele personagem. 
O livro te prende do primeiro ao último parágrafo. Não há como correr ou tentar largar. Você só vai conseguir fazê-lo quando terminar de ler. Mas, é muito provável que fique agarrado com o livro chorando um pouco ainda. E depois vai querer reler algumas partes, aí sim você vai largá-lo. 

Com certeza, esse é um dos melhores livros que li no ano, ou melhor, é um dos melhores livros que li na minha vida! E segundo o meu skoob, eu já li mais de 300 livros, então, são muitos concorrentes. ;)
Encontrei alguns errinhos  de revisão no livro, bem bobos e que não atrapalham em nada a leitura. A capa é linda e a letra tem um tamanho ótimo. 
No início de cada capítulo há o desenho de um dente-de-leão, que ficou super fofo.  Dentes-de-leão têm um grande significado e importância no livro.

“O vento forte balançava meus cabelos, e, então, notei um pequeno dente-de-leão em meu colo. Assim que segurei a flor nas mãos, o vento desfez as pétalas e senti que estava exatamente igual a ela, tão frágil que o menor sopro poderia me desmanchar.”

Ah, após a leitura de Um Novo Amanhecer, você olhará para dentes-de-leão com outros olhos.

Pequenos dentes-de-leão estavam espalhados por todos os cantos. Segurei um deles mão e encarei aquela pequena flor, tentando entender o que não tinha explicação. Aquilo era mesmo verdade.
Eu tinha um anjo em minha vida.”


UNA é aquele livro que deve ser lido, relido e repassado de geração em geração. Cinthia Freire é uma escritora talentosíssima, que tenho orgulho de dizer que é nacional. Ela é um dos muitos exemplos que mostram que temos escritores fantásticos aqui.
Após Um Novo Amanhecer, Cinthia, eu com certeza leria até sua lista de compras!




“É como ver o nascer do dia, o resplendor do amanhecer, a grandiosidade do Sol iluminando cada canto e afastando as sombras da noite fria. É assim que me sinto, iluminando pelo Sol que aquece meu peito. Toda vez em que a vejo, um novo amanhecer surge dentro de mim!” 
Tecnologia do Blogger.