RESENHA - Desvãos



Oi gente! Tudo bem? 
A resenha de hoje é do livro Desvãos, cedido para o D&B pela editora Dublinense. 



Dados: 

Nome: Desvãos 
Autora: Susana Vernierei
Editora: Dublinense 
Número de páginas: 72
Skoob do livro: aqui




Antes de qualquer coisa quero dizer que o design do livro é incrível, ele é muito bonito! Podemos dar atenção a certos detalhes:

* Imagens tanto no começo, quanto no fim do livro;
* Páginas amareladas e bem grossas, não são aquelas páginas que rasgam á toa;
* Fonte com um tamanho muito bom, que deixa a leitura confortável.

Quando fui escolher entre os livros, acabei optando por esse por na sinopse ter a frase: “ódio entre duas famílias”, que me fez lembrar de Romeu e Julieta. Sou completamente apaixonada por essa estória e qualquer coisa que me faça lembrar dela, me encanta. Não foi diferente com Desvãos.

São duas estórias paralelas, mas, que tem uma ligação. Confuso? Na verdade, não muito. E pouco a pouco vai se esclarecendo. A primeira estória é a de François e Ana, é quase uma estória de Romeu e Julieta, só que com um fim não  trágico como o deles, ou trágico de uma forma diferente.

François é um garoto leve, como diz a primeira frase do livro. Sua vida é normal, sem grandes emoções. Até que ele conhece Ana Maria em uma noite de réveillon e Punta Del Este.

“ Naquele momento, o olhar contemplativo e um tanto etéreo de François encontrou seu lugar no mundo. Ana Maria. [...] Ficou quieto, tentando decifrar o que pensava aquela garota, o que ela sonhava ser, como era sua voz, seu cheiro. Seus movimentos pequenos e sutis á distância embalavam-no. Era tímida, ele percebeu, mas, apesar de tudo trazia uma força escondida sob mil véus. François, mal a tinha visto, já queria saber de suas esquinas”.

Eles se apaixonam e vivem uma curta estória de amor. Há o ódio entre as famílias, a proibição do amor, as barreiras e o amor que supera tudo ou nem tanto.  Não posso contar mais sem dar spoilers. Se quiserem saber mais sobre o livro, leiam-o! ;) 

Já a segunda estória se passa anos depois, é a estória de Renata. Narra suas várias desilusões amorosas.

“Aprendeu aquele dia que andar no escuro era um dom e que tinha muito ainda que caminhar por desvãos até poder enfrentar de novo e não sucumbir aos espinhos.”

Uma leitura leve, rápida e agradável. Eu só demorei 40 minutos pra lê-lo, foram 40 minutos muito bons da minha vida, posso dizer. Cada um valeu a pena!
Recomendo a leitura para os que gostam de finais trágicos, pros que gostam dos felizes e pros que simplesmente gostam de finais. Leiam! :) 


“Ele queria saber se Renata tinha namorado.
-Não tive sorte.
-Sorte não existe – ele devolveu . –O que existe é destino.

-Então, não tive destino.” 



Tecnologia do Blogger.