RESENHA - As crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian

     No começo um pouco de receio e em seguida uma grande surpresa: Nárnia. Um livro encantador, uma combinação perfeita de uma atmosfera fantástica brilhantemente construída e personagens cativantes muito bem trabalhados, não é por nada que As crônicas de Nárnia vêm conquistando a todos, não importando a idade.

     Sinopse: Tempos difíceis abateram-se sobre a terra encantada de Nárnia. Os dias de paz e liberdade, em que os animais, anões, árvores e flores viviam em absoluta paz e harmonia, estavam terminados. A guerra civil dividia o reino, e a destruição final estava próxima. O príncipe Cáspian, herdeiro legítimo do trono, decide trazer de volta o glorioso passado de Nárnia. Soprando sua trompa, ele convoca Pedro, Suzana, Edmundo e Lúcia para ajudá-lo em sua difícil tarefa.

     Depois de um longo período longe das terras de Nárnia, Edmundo, Pedro, Lúcia e Susana estão na estação de trem quando misteriosamente são teleportados a um lugar desconhecido, até então.

     Durante algum tempo eles precisam se manter em um lugar aparentemente inóspito, onde se alimentam de maçãs, bebem água de um poço e se abrigam nas ruínas de um castelo muito semelhante ao castelo de Cair Paravel. Se não fosse pelo estado ruinoso do local e pela grande quantidade de árvores e de tão pouco tempo que eles passaram fora de seu reino. Então eles compreendem uma grande verdade: O tempo em Nárnia passa de forma diferente do tempo em nosso mundo normal. Lá as coisas não são assim tão simples.
     O que aconteceu foi que haviam se passado milhares de anos desde a última vez que haviam estado em Nárnia e agora Miraz, um malvado Rei telmarino, dominava o povo de Nárnia e eliminava todas as fantásticas criaturas que lá viviam. Caspian, que desde pequeno ouvia histórias sobre o glorioso passado de Nárnia e o povo que lá vivia era o verdadeiro herdeiro do trono, porém seu tio era quem reinava e como o mesmo não tinha filhos o futuro reinado de Caspian estava seguro. Mas isso logo mudou.
     Convocando os quatro grandes reis Caspian espera obter a ajuda necessária para então fazer com que o tão glorioso passado possa vir a se tornar presente, fazendo com que todas aquelas criaturas voltassem ao seu lugar de origem.

     A história é, com toda certeza, uma das minhas favoritas dentre as sete que compõe o volume único, perdendo apenas para os dois primeiros livros. A narrativa é com toda certeza um grande diferencial e o cenário é tão bem escrito que por instantes até ficamos confusos com a realidade. É impossível não se apaixonar por personagens tão carismáticos, e é ainda mais difícil não ficar admirado com tamanha inocência (por parte do autor e dos personagens).

INFORMAÇÕES
Páginas: 215
Autor: C.S. Lewis
Editora: Martins Fontes
ISBN: 8533616171


Tecnologia do Blogger.