RESENHA - Se eu Ficar







Título: Se eu ficar

Título original: If I Stay 

Autora: Gayle Forman


Editora: Novo Conceito

Mia é uma adolescente normal, não é exatamente popular, com uma melhor amiga e  um namorado perfeito que tem uma banda de rock. Até agora ela ainda não sabe o que ele viu nela.
Mia se sente um pouco deslocada na sua família. Seu pai, sua mãe e seu irmãozinho mais novo, Teddy são loiros e de olhos acizentados, enquanto ela é morena. Eles amam rock, seu pai é até um ex integrante de uma banda de rock. Enquanto ela é uma musicista que toca violoncelo. A coisa em comum entre eles é o amor. O amor pela música e o amor uns pelos outros. Diferenças a parte,eles formam uma família perfeita.
Em uma manhã que está nevando um pouco, as aulas são suspensas e eles todos decidem fazer um passeio. Mia está no carro com a sua tão amada família, fecha os olhos enquanto escuta música clássica, em um segundo tudo que resta é a música. 


"Eu me concentro nas notas, me imaginando tocando, me sentindo
agradecida por essa chance de praticar, feliz por estar no calor do carro com
minha sonata e minha família. Eu fecho meus olhos.
Você não esperaria que o rádio funcionasse depois. Mas funciona.
O carro está destruído." 

Quando abre os olhos, Mia está fora do carro,não tem nenhum arranhão, suas roupas estão perfeitamente limpas e se marcas nenhuma de sangue. Ela vai andando e encontra o corpo de seu pai, depois encontra o corpo de sua mãe e então, vê seu braço para fora do carro, ela não saiu ilesa, ela está gravemente ferida e em coma, nesse estado vê tudo o que acontece ao seu redor, como se estivesse fora de seu próprio corpo. 
Então, aí que o pesadelo começa. 
No hospital, ela vê tudo que acontece consigo mesma, acha que não pode fazer nada a não ser observar, até que uma enfermeira diz algo que muda tudo:


“Não duvidem nem por um segundo que ela pode ouvir vocês, -a enfermeira diz a eles.
Ela está ciente de tudo que está acontecendo.
Vocês podem achar que são os médicos ou as enfermeiras ou tudo isso que
está controlando o show,- ela diz, gesticulando para a parede de equipamentos médicos. -Nuh-uh. Ela está controlando o show. Talvez ela esteja simplesmente aguardando seu tempo. Então conversem com ela. Digam  a ela pra levar o tempo
que precisar, mas para voltar. Vocês estão esperando por ela.”


Mia tem a escolha, ela decide se quer ir ou quer ficar, e essa será a decisão mais difícil que tem que tomar. 

"Se eu ficar. Se eu viver. Depende de mim.
Eu decido. Eu sei disso agora.
E isso me assusta mais do que qualquer coisa que aconteceu hoje."


**
Eu acabei de ler esse livro há algumas horas, depois dele comecei e terminei de ler outro, mas, ainda havia aquela dorzinha presente. Fui atualizar o skoob e aí comecei a pesquisar, foi quando resolvi fazer a resenha. 
Parece incrível, mas, eu não fazia ideia do que se tratava a estória, já tinha ouvido falar no título algumas vezes, mas, não tinha lido nenhuma resenha, nem ao menos a sinopse, foi assim de coração aberto e desavizada que eu comecei...
E me entreguei ao livro! Como não fazê-lo? 
A estória é incrível! E totalmente triste. Não pense que vai rir ou algo assim, o máximo que fará é dar uns sorrisos, principalmente do Teddy e toda a sua fofura. Mas, o livro em si é totalmente triste, é angustiante, você sente as vezes como se estivesse com algo segurando seu coração, algo te apertando, te prendendo. É totalmente intenso. Você fica segurando as lágrimas até não aguentar mais. Creio que todos terão uma parte em que desmoronarão, a minha foi essa:


“Está tudo bem, - vovô me diz. - Se você quiser ir. Todo mundo quer que você
fique. Eu quero que você fique mais do que jamais quis algo na minha vida. Mas isso é o que eu quero e eu posso entender o porque pode não
ser o que você quer. Então eu só quero te dizer que eu entendo se você se for.
Está tudo bem se você nos deixar. Está tudo bem se você quiser parar de lutar.”


Se eu ficar é narrado por Mia, ela alterna o presente e o passado, os flashbacks tornam tudo mais doloroso. Vemos como ela era feliz e como é difícil ter que decidir se vai ou não ficar. 
Eles dão agonia no leitor, ao mesmo tempo que quer ler aquilo e entender toda a vida de Mia, você quer ver o que está acontecendo no presente e ainda tem a emoção que todas aquelas lembranças te passam. Você lê as lembranças dela com os pais e com o irmãozinho e não dá pra acreditar que eles se foram mesmo, que eles morreram. Parece tão irreal, tão errado! Mas, errado de tudo é Mia ter que fazer essa escolha. 


"Eu não tenho mais certeza se eu pertenço a esse mundo. Não tenho certeza
se eu quero acordar."

A única coisa que eu não tinha gostado era o final, ele fica meio que, sei lá incompleto. As coisas se resolvem, mas, você quer algo mais, uma explicação maior, e isso tinha me deixado um tanto triste, só depois que eu fui saber que tem um livro dois, chamado Para Onde Ela Foi. Este será publicado em agosto junto com a republicação de Se eu ficar. 

Nem sei se é necessário eu dizer, acho que já deu pra perceber, mas, eu amei esse livro! Fiquei completamente apaixonada por ele, eu só fiquei falando nele, pesquisando sobre ele, e isso chegou até a irritar alguns amigos meus. Hahaha 
Não consigo colocar em palavras o quanto ele é perfeito! É tão intenso, tudo acontece tão rápido, a autora é genial, simplesmente.  Sério, não preciso dizer que eu recomendo, super recomendo, mais do que recomendo! =) 

Ah! Vocês já devem ter ouvido falar nisso: Se eu ficar vai virar filme! Tem previsão de lançamento pra setembro. R. J. Cutler assina a direção do projeto e Shauna Cross assina o roteiro da adaptação, já a atriz Chloë Grace Moretz interpreta Mia.
Confiram os trailers: 

                                 
                                 Trailer I


     
                            Trailer II



                                                                           
                                                                            Trailer III




                "Se você ficar, eu faço o que você quiser. Se você precisar que eu                vá embora,  eu faço isso também. 
                 [...]Eu posso perder você assim se eu não te perder
                           hoje. Eu te deixo ir. Se você ficar.”


Tecnologia do Blogger.