RESENHA - Delírio


 "Seres humanos
, em seus estado natural, são imprevisíveis, instáveis e infelizes. Somente quando seus instintos animais são controlados eles podem ser responsáveis, confiáveis e satisfeitos."


 Se o que você procura é um livro enérgico e diferente, se o que você procura é um livro que vá contra a maioria dos padrões e te fará ver de forma completamente diferente sobre coisas simples e rotineiras (como por exemplo o amor e a paixão), se você procura tudo isso, delírio é o livro certo pra você.
 Com um cenário atípico e com personagens de mentalidade incomum, Delírio nos faz ver o amor de forma estranha: como uma doença. Em determinado momento da história o amor (amor delíria nervosa) passou a ser tido como uma doença e com o tempo e muitos estudos foi criada uma cura e todo jovem com mais de dezoito anos é obrigado a se curar.
Capa brasileira
 Lena está a alguns meses de ser curada, e espera ansiosamente por isso. Sua mãe sofreu dessa terrível doença, foi submetida a cura diversas vezes e mesmo assim ela sempre voltava a ser acometida por esse mal, isto se deu até a sua morte. Amedrontada com essa situação, Lena não quer ter o mesmo destino, e está resolvida a se curar (não que isso seja facultativo). Mas isso logo muda. Lena conhece Alex, um jovem por quem se apaixona e ela passa a ver a cura como uma inimiga, não mais como uma aliada que a ajudará a ter uma vida feliz e satisfatória.


"Acho que isso faz parte de amar alguém: saber abrir mão de algo. Às vezes, saber abrir mão da pessoa amada."

 Delírio é definitivamente cheio de surpresas. Quando cheguei às últimas cinquenta páginas do livro e não esperava mais nenhuma surpresa, eis que me surpreendo. O livro termina deixando uma boa margem de suspense e de revelações para o próximo, ou seja, aquele gostinho de quero mais que nenhum bibliomaníaco consegue resistir. O segundo livro, Pandemônio, é abordado brevemente no fim do primeiro livro, e alimenta ainda mais nossa curiosidade (não que ela precise ser alimentada, Hahaha').




 Pela primeira vez, nós do Dreams&Books postaremos uma resenha conjunta. Esta resenha (a que se segue) foi feita pelo nosso leitor Lucas Diego, que também leu Delírio e fez sua própria resenha:
 Definitivamente, "Delírio" é um livro que prende a atenção do leitor do começo ao fim. Porque? Porque é um livro que fala sobre amor! Mas se você está achando que é um daqueles livros onde uma menina conhece um menino e os dois se olham e começa toda aquela melação de "Ai, como o amor é lindo..." você está enganado. Na verdade eles estão doentes. Eles contraíram "amor deliria nervosa"!
2º Livro: Pandemônio
 O livro trás uma visão realista de como seria o amor se fosse estudado como doença. É uma história envolvente que te faz raciocinar acerca de até que ponto uma pessoa poderia ir por amor e quão racional (ou não) isso seria. 
 A história é surpreendente por vários motivos. Alguns deles são: (a) o livro trouxe um ponto de vista muitas vezes ignorado sobre o amor, que ele pode ser doentio; (b) a personagem principal não é do tipo heroica, nem do tipo "sou fraca e lesada, me salve!", mas é uma pessoa comum. Realmente comum. Não um comum forçado, mas simplesmente comum; (c) apesar de ser um livro de romance, ele te faz rir a todo instante porque te faz raciocinar acerca de quão lindas são as pequenas coisas e quantas vezes já as negligenciamos e (d) apesar de certas partes serem esperadas, elas acontecem de tal forma que acabam te surpreendendo. É mágico.


"Amor, a mais mortal das coisas mortais: mata quando você tem e quando você não tem."

 Se você gosta de sagas como Jogos Vorazes e Crepúsculo e está com vontade de ler uma história tão bonita quantos essas, leia este livro. A história pode trazer pontos de vista diferentes dos seus sobre várias coisas, mas duvido que você não vá se apaixonar e concordar com cada um deles.

 Delírio é a segunda obra da escritora americana Lauren Oliver (isso fica óbvio no modo como ela escreve. Sinceramente o livro só ficou bom porque a história em si é boa) que nasceu numa família de escritores. Esse é um livro que vale a pena comprar.

 Para efeito de curiosidade eu costumo postar a capa dos livros que resenho em outros países ou em outras edições do livro em um mesmo país. Com Delírio não será diferente, segue abaixo algumas capas bastante interessantes. Qual a favorita de vocês?


NOTA: A segunda capa e a oitava estão realmente repetidas, e o pior, uma abaixo da outra. Eu sou um pouco preguiçoso e resolvi deixar assim mesmo, como a capa é bonita deduzo que ninguém vai se importar. Haha'


INFORMAÇÕES
Páginas: 342
Autor: Lauren Oliver
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580571646
Tecnologia do Blogger.