CURIOSIDADE - Sabe fazer o uso correto dos "porquês"?

 Quer fazer uma aposta? Aposto contigo que alguma vez você parou no meio de um texto simplesmente por não saber ou por não de lembrar qual era o "porque" adequado para aquela situação. Ganhei a aposta, não é?
 De acordo com Dad Squarisi, uma especialista em língua portuguesa, o uso dos 'porquês' é um verdadeiro "(...) calo no pé de todo mundo". Se para você também é, que tal aprendermos isso de uma maneira bem simples para não esquecermos jamais?
 Na minha opinião o principal motivo para muitos ainda continuarem errando neste sentido é a facilidade de compreensão. Se ela escreve de forma errada a todos iremos entender o que ela quis passar, ou seja, quem escreve não verá a real necessidade de se corrigir.
 A matéria nesta publicação não será nada de inovador ou algo que você não possa encontrar pela internet ou por gramáticas, mas, ao contrário, faremos uma coletânea com os melhores e mais simples exemplos a fim de facilitar o entendimento e a explicação será o quão curta conseguirmos fazer.

PORQUE: Serve única e exclusivamente para dar explicações.
- Ela chorou porque seu personagem favorito morreu.
- Você não irá ganhar um livro novo porque não tirou boas notas.
- Suzana leu cinco capítulos porque só haviam pessoas idiotas ao seu redor.

POR QUE: Serve para fazer perguntas e para substituir 'POR QUAL', 'PELO QUAL', 'PELA QUAL', 'PELOS QUAIS' e 'PELAS QUAIS'. (Essa explicação ficou maior do que eu planejava)
- Por que não posso comprar esse livro?
- Só leio livros por que me interesso.

PORQUÊ: Significa 'motivo'.
- O porquê dos livros serem tão caros? Eu não sei.
- Eu gostaria de saber o porquê do meu livro estar amassado. (Isso foi uma ameaça! Hahaha')
- Depois te digo o porquê de tais valores absurdos.

POR QUÊ: Significa 'motivo', mas se usa antes de pausas ou no fim de frases.
- Ela não comprou o livro, depois nos explicará o por quê.
- Não sei o por quê, mas o presenteou com uma coleção completa da Clarice Lispector.
- É difícil sabermos o por quê, mas mesmo assim continuamos cheirando livros novos.

 Bem gente, espero que eu tenha ajudado a todos com este post, caso encontrem algum erro (o que é provável, visto que estou com sonos) sintam-se a vontade para me corrigir nos comentários. E espero que esses exemplos bem humorados e relacionados a nossa realidade bibliobúlica possam ajudar!

ATUALIZADA 24-10-2014
Tecnologia do Blogger.