ENEM - Dicas e Piores Erros em Redações













Dicas: 

(I) Planeje bem o texto, cada parágrafo deverá conter um enfoque do tema;

(II) Evite ideias prontas, clichês, frases feitas: 'a cada dia que passa', 'de sol a sol', 'na sociedade em que vivemos', 'atualmente', 'nos dias de hoje', 'o governo deve tomar uma providência';

(III) Não esqueça o título, afinal um trabalho sem título é muito estranho. 

(IV) Obedeça sempre ao número de linhas solicitado. Cuidado com o tamanho da letra, não faça roda de carreta;

(V) Faça a sua melhor letra, qualquer tipo serve, no entanto procure não misturar tipos;

(VI) Evite rasuras, mas, se elas ocorrerem,  faça somente um traço em cima do erro;

(VII) Use linguagem formal, você não está no boteco da esquina para empregar coloquialidades como: 'parar para pensar', 'tem tudo a ver'...

(VIII) Não interrompa o processo da frase enfiando um ponto no lugar errado. A frase tem um ritmo, logo não use ponto antes de 'pois', 'o qual', 'sendo que';

(IX) Procure não utilizar interrogações. Geralmente, elas têm respostas óbvias;

(X) Não escreva como se estivesse conversando com o corretor. 

Os dez erros mais graves:

(I) Quando "estiver" voltado da Europa. Nunca confunda tiver e tivesse com estiver e estivesse. 
Assim: Quanto tiver voltado da Europa. / Quando estiver satisfeito. / Se tivesse saído mais cedo. / Se estivesse em condições;

(II) Que "seje" feliz. O subjuntivo de ser e estar é seja e esteja: Que seja feliz. / Que esteja (e nunca "esteje") alerta;

(III) Ele é "de menor". O de não existe: Ele é menor;

(IV) A gente "fomos" embora. Concordância normal: A gente foi embora. E também: O pessoal chegou (e nunca "chegaram"). / A turma falou;

(V) De "formas" que. Locuções desse tipo não têm 's'.  De forma que, de maneira que, de modo que, etc;

(VI) Fiquei fora de "si". Os pronomes combinam entre si: Fiquei fora de mim. / Ele ficou fora de si. / Ficamos fora de nós. / Ficaram fora de si;

(VII) Acredito "de" que. Não use o de antes de qualquer que: Acredito que, penso que, julgo que, disse que, revelou que, creio que, espero que, etc.;

(VIII) Fale alto porque ele "houve" mal. A confusão está-se tornando muito comum. O certo é: Fale alto porque ele ouve mal. Houve é forma de haver, ex: Houve muita chuva esta semana;

(IX) Ela veio, "mais" você, não. É mas, conjunção, que indica ressalva, restrição: Ela veio, mas você, não.;

(X) Fale sem "exitar". Escreva certo: hesitar. 

Veja outros erros de grafia e entre parênteses a forma correta: 

"Areoporto" (aeroporto), 
"Metereologia" (meteorologia), 
"Deiche" (deixe), 
"Enchergar" (enxergar), 
"Exiga" (exija). 

E nunca troque menos por "menas", verdadeiro absurdo linguístico! 
Tecnologia do Blogger.